Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Auditório lotado no 1º Seminário Internacional de Dívida Pública

Notícias

Auditório lotado no 1º Seminário Internacional de Dívida Pública

Exibir carrossel de imagens Fonte: Daniel Nek / Esaf Ministro Henrique Meirelles

Ministro Henrique Meirelles

A secretária do Tesouro Nacional, Ana Paula Vescovi, abiru na manhã de hoje (9/11) o “1º Seminário Internacional de Dívida Pública – Gestão da Dívida e sua interação com a Política Macroeconômica”, realizado pela Secretaria do Tesouro Nacional em parceria com a Esaf.

O objetivo do seminário é fomentar o aperfeiçoamento e geração de conhecimento relativos à interação entre a gestão da dívida pública e a política fiscal, a política monetária, o desenvolvimento do mercado financeiro e a economia real. Para essa discussão há a participação de mais de 20 especialistas renomados, entre palestrantes e moderadores do governo, mercado financeiro, academia, consultorias e organismos multilaterais.

O diretor-geral da Esaf, Manuel Augusto Alves Silva, deu as boas-vindas aos 300 participantes do evento e afirmou que se sente orgulhoso pela Escola participar da organização do seminário, pois na condição de servidor do Tesouro Nacional sente-se parte da construção desse trabalho.

A secretária do Tesouro Nacional recuperou informações históricas que levaram à crise financeira do Brasil e enfatizou que, na contrapartida, o Tesouro Nacional vem recuperando seu papel de guardião da responsabilidade fiscal e transparência das contas públicas.

Ao elencar as ações em curso na própria Secretaria, no Ministério da Fazenda, no Governo e no Congresso Nacional para tratar dos problemas imediatos sem descuidar das questões estruturais da Economia, a secretária destacou que já podem ser percebidos os resultados de várias ações. “Hoje a STN se sente apoiada e fortalecida. A mudança na direção da política econômica, ocorrida em 2016, trouxe a recuperação da confiança, a redução à metade dos prêmios de risco, o processo de desinflação com a redução das taxas de juros e o início da recuperação da economia”, afirmou Vescovi.

Ela enfatizou que a dívida hoje é marcada por uma composição saudável, reduzida exposição cambial e baixa concentração de investimentos no curto prazo. Dentre várias ações em execução, ela também reforçou a importância do debate que será realizado durante os dois dias de seminário para avanços na gestão e governança das contas públicas.

Despesa e dívida pública
Na condição de orador principal na manhã de hoje, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, abordou a relação entre despesa pública, dívida pública e seus efeitos no risco país, na produtividade e na concorrência. “A aprovação do teto de gastos ano passado fez com que a questão da dívida pública mudasse de direção. A confiança começa a se recuperar e a atividade econômica se reflete em um prazo de aproximadamente seis meses. Para que haja investimento, recuperação do nível de emprego e consumo consistente é necessário que o governo seja capaz de recuperar as contas públicas e retomar a trajetória sustentável da economia”.

Tanto o ministro da Fazenda quanto a secretária do Tesouro Nacional abordaram a importância da reforma da previdência. “Não se trata de desejo ou opinião política, mas de uma necessidade matemática, fiscal”, afirmou Meirelles.

O evento prossegue na Esaf na tarde de hoje e amanhã, com 10 paineis e palestras de representantes do mercado financeiro, Banco Mundial, FMI, FGV, Brasilprev, UnB e do próprio Ministério da Fazenda, dentre outros.

Quem não pode estar presente ao evento tem a oportunidade de assistir às palestras pela internet, no link http://assiste.serpro.gov.br/esaf/ (link para nova página).